Urbanismo
Imprimir Partilhar

Áreas de Reabilitação Urbana aprovadas em Assembleia Municipal

17% do território do concelho fica abrangido nestas ARUs
Aprovadas as delimitações de 10 novas Áreas de Reabilitação Urbana (ARU) em Espinho.
A proposta da Câmara Municipal foi aprovada por maioria na Assembleia Municipal e permite que mais de 17% do território do concelho de Espinho fique abrangido pelas Áreas de Reabilitação Urbana.
Para o presidente da autarquia, Pinto Moreira, "está conseguido um objectivo estratégico fundamental para restaurar a unidade e coesão territorial de várias centralidades não só no núcleo central da cidade como em vários pontos do concelho. Pretende-se ainda contribuir para a reabilitação do parque edificado, revitalização do comércio tradicional, captação de novas actividades  económicas , fomentar a recuperação e reutilização dos edifícios devolutos".
A recuperação do património edificado delimitado por estas áreas beneficia de incentivos e benefícios fiscais em sede de IVA, IMI e IMT, redução de taxas administrativas municipais e acesso a fundos do Instrumento Financeiro para a Reabilitação e Revitalização Urbanas (IFRRU).

Link Relacionado:
Ler mais