Saúde
Imprimir Partilhar

Assoc. Mutualista Familiar de Espinho comemorou 125º aniversário

Pinto Moreira marcou presença na sessão comemorativa do aniversário desta instituição, realizada no sábado passado
Realizou-se no passado sábado (23 fev.) a sessão de comemoração do 125º aniversário da Assoc. Mutualista Familiar de Espinho, que contou com a presença de Pinto Moreira, presidente da Câmara Municipal de Espinho.
Agora com 125 anos de existência, a Associação Mutualista 'A Familiar de Espinho' nasceu como Associação de Socorros Mútuos(1894), e era naquela época, o único meio de acesso gratuito à assistência médica e medicamentosa para os seus associados e familiares, numa população constituída por pescadores e operários com baixos recursos e sem apoios institucionais. É uma das instituições mais antigas do concelho de Espinho e uma das mais sólidas e sustentáveis, sendo que a Familiar de Espinho acrescentou às suas valências uma clínica e uma farmácia, deixando de subsistir apenas com a atribuição e receitas oriundas das quotizações dos associados para os subsídios fúnebres.
Pinto Moreira saudou "a direção atual, na pessoa do presidente da direção José Almeida, bem como todos os colaboradores, os associados que ao longo destes 125 anos contribuíram com o seu trabalho, dedicação e empenho para que Espinho e a sua população tenham hoje uma instituição exemplar e uma referência entre as associações mutualistas do país" e afirmou a sua convicção sobre o "objectivo da direção continuar a crescer e a melhorar a qualidade na prestação de serviços, aos seus associados e à população em geral".
O autarca acrescentou ainda que "é fundamental o papel, o trabalho e os serviços alternativos e complementares que as associações mutualistas prestam aos cidadãos para substituir e remediar o que o Estado não garante", e manifestou o apoio da autarquia à Familiar de Espinho e "outras instituições para colaborar, apoiar e estimular quem contribui para dinamizar o associativismo, a economia local e aumentar a qualidade e diversidade dos serviços prestados aos cidadãos".

Ler mais