Institucional
Imprimir Partilhar

Comunicado da Câmara Municipal - 31 outubro 2019

Requerimento impediu a discussão e votação de documentos e anulou a assembleia
A Câmara Municipal de Espinho lamenta que mais uma vez a oposição na Assembleia Municipal com a conivência da Senhora Presidente da Mesa tenha sobreposto os interesses dos partidos que representam acima dos superiores interesses do município.
Estava em causa a aprovação de dois empréstimos: um, no valor de 1,8 milhões de euros destinado ao financiamento da construção do estádio municipal, outro no valor de 5,3 milhões junto do Banco Europeu de Investimentos destinado a cofinanciar várias empreitadas de relevante importância para o concelho de Espinho com candidaturas a fundos europeus já aprovadas. Trata-se da requalificação da Escola EB2/3 Sá Couto, Requalificação da Escola Básica de Guetim, construção e instalação de novas paragens de autocarros, requalificação e construção de ciclovias das ruas 19, 20 e rua 33.
A não aprovação destes financiamentos por parte da oposição à Câmara na Assembleia Municipal implica o bloqueio dos concursos referentes ao Estádio Municipal de Espinho e a todas estas obras!
A Câmara Municipal de Espinho dá nota e lamenta que a oposição a este executivo, totalmente concertada, ensaiou uma manobra dilatória com base num requerimento que impediu a discussão e votação dos documentos e anulou a assembleia com o voto de qualidade da Presidente da Mesa.
A Câmara Municipal de Espinho regista a forma recorrente e sistemática com que oposição vai levantando problemas e entraves ao processo do estádio, atrasando o início da sua construção. A oposição quer impedir a concretização de um compromisso público deste executivo com uma instituição secular deste concelho,o Sporting Clube de Espinho.
A Câmara Municipal está a analisar e a ponderar o caminho a seguir tendo sempre como prioridade o interesse público da cidade e do concelho de Espinho.
Ler mais