Institucional Em Atualização
Imprimir Partilhar

Câmara Municipal tem plano de contingência para fazer face ao coronavírus

Covid-19
A Câmara Municipal de Espinho já dispõe de um plano de contingência composto por uma série de procedimentos de prevenção à infeção do Coronavírus (COVID -19).

Face à divulgação dos últimos casos confirmados, a Câmara Municipal de Espinho tendo em consideração as recomendações da DGS-Direção Geral de Saúde, decidiu tomar as seguintes medidas:

- Encerramento das piscinas e pavilhões gimnodesportivos geridos pelo Município;
- Encerramento do Museu, Galerias e Biblioteca Municipal;
- Encerramento dos Teatros, Casas de Espetáculos e Auditórios do Município;
- Suspensão de todas as atividades desportivas promovidas pelo Município;
- Suspensão de todas as visitas e atividades de lazer, turismo ou de âmbito cultural promovidas pelo Município;
- Suspensão das atividades complementares à ação educativa do tipo visitas de estudo e passeios promovidas pelo Município ou com recurso a serviços de transportes da sua responsabilidade;
- Manter, por enquanto, em funcionamento feiras e mercados, reforçando as ações de formação e prevenção já em curso, sem prejuízo de avaliação a levar a cabo com a autoridade de saúde local;
- Promover com cada Junta de Freguesia a avaliação de cada iniciativa concreta que se encontre programada;
- Mantêm-se em funcionamento regular os parques e jardins de gestão municipal, bem como os serviços de atendimento ao munícipe, solicitando-se aos cidadãos que recorram preferencialmente aos contactos telefónicos e por via digital.

O plano de contingência prevê diversos cenários face à eventual infeção de funcionários municipais e para o possível registo de surtos de coronavírus na cidade, de modo a controlar e combater a sua proliferação. Áreas de isolamento e circulação, existência de material e equipamento, previsão de condições de teletrabalho, informação e esclarecimento de trabalhadores municipais e, ainda, procedimentos perante casos suspeitos ou confirmados de infeção, vigilância e comunicação constituem diferentes parâmetros do referido plano, que respeita as recomendações da DGS e da Organização Mundial de Saúde (OMS). Contempla todos os edifícios municipais e respetivos trabalhadores.

Manter o funcionamento dos serviços, preparar respostas à situação, bem como medidas de informação, prevenção, vigilância e identificação de possíveis casos são algumas as prioridades do Plano de Contingência, que visa também preparar o restabelecimento da situação e atividade normais, tão rápido e seguro quanto possível.

Refira-se que, não obstante o nível de atenção emitido pela OMS e o potencial de propagação global do vírus, a escala e gravidade das suas consequências não justificaram ainda a declaração de pandemia, pelo que as atitudes mais adequadas são a prevenção sem alarmismos.

Para sua segurança, siga os seguintes conselhos básicos:
  • lavagem frequente das mãos com água e sabão, secando-as completamente (o vírus precisa de humidade para se propagar);
  • evitar espirrar ou tossir para as mãos; fazendo-o antes para o antebraço ou manga, com o antebraço fletido ou usar lenço de papel;
  • higienizar as mãos após o contacto com secreções respiratórias.
Se regressou de uma área afetada e apresenta sintomas como tosse, febre ou dificuldade respiratória ANTES DE TUDO LIGUE PARA O SERVIÇO NACIONAL DE SAÚDE24 através do Tel. 808 24 24 24

É importante estar atento e, acima de tudo, adotar comportamentos preventivos, que o beneficiam não só a si, como também aos que o rodeiam.
Ler mais