Proteção Civil
Imprimir Partilhar

Zona de Concentração e Apoio à População criada na Nave Polivalente

204 camas instaladas e prontas para receber população em caso de emergência

A Comissão Municipal de Proteção Civil de Espinho, criou Zona de Concentração e Apoio à População  na Nave Polivalente com capacidade para 250 doentes.

A Comissão Municipal de Proteção Civil de Espinho decidiu ativar um plano de apoio à população, transformando a Nave Desportiva Polivalente numa zona de cuidados para doentes ou suspeitos de contaminação por Covid-19, dando assim uma resposta eficaz à situação que se vive atualmente por todo o mundo.

O corpo ativo dos Bombeiros Voluntários do Concelho de Espinho e os serviços da Câmara Municipal de Espinho conseguiram equipar o espaço com 204 camas, sendo que no limite poderá chegar à capacidade máxima de 250. Esta ação foi possível com a ajuda logística das forças armadas, do grupo Solverde e do hotel PraiaGolf, que disponibilizaram camas, lençóis e atoalhados.

Pedro Louro, comandante da corporação local de bombeiros, explica que a montagem deste espaço se verificou "muito por força do problema que se vive atualmente nos lares de idosos um pouco por todo o país".
A par desta reorganização, a Comissão Municipal de Proteção Civil preparou ainda a Pousada da Juventude de Espinho, espaço adjacente à Nave Desportiva Polivalente cedido pela autarquia, para que aí fiquem "alojados todos os recursos humanos necessários para suportar esta operação, caso esta se verifique".

No mesmo sentido, também o edifício da antiga Escola Primária da Seara está apto "a receber grupos de reforços de bombeiros, em caso de necessidade".

"A regra da Comissão Municipal de Proteção Civil de Espinho tem sido trabalhar em antecipação, ou seja, não esperar que as situações se agravem para reagir" afirmou o comandante dos Bombeiros Voluntários do Concelho de Espinho, Pedro Louro.
Ler mais